PROTOBOARD

Uma protoboard, também conhecida como matriz de contatos, é utilizada para fazer montagens provisórias, teste de projetos, além de inúmeras outras aplicações.

É constituída por uma base plástica, contendo inúmeros orifícios destinados à inserção de terminais de componentes eletrônicos. Internamente existem ligações determinadas que interconectam os orifícios, permitindo a montagem de circuitos eletrônicos sem a utilização de solda.

A grande vantagem é que os componentes podem ser facilmente retirados para serem utilizados posteriormente em novas montagens.

A figura abaixo ilustra uma protoboard de 830 furos, bastante comum no meio eletrônico:
Todos os cinco orifícios de uma mesma coluna estão internamente conectados. Os orifícios de uma coluna não possuem conexões internas com os de outras colunas.

Os orifícios das linhas estão conectados entre si (em uma mesma linha). As linhas são eletricamente independentes, isto é, não há conexão elétrica entre os furos de uma linha e de outra.

Na figura anterior existem quatro linhas independentes: duas na parte de cima e duas na parte de baixo.

Em algumas protoboards as linhas são divididas em duas partes exatamente iguais, sendo que cada parte é eletricamente independente em relação à outra.

O diagrama interno de ligações de uma protoboard está representado na figura a seguir:
As protoboards são projetadas para a realização de montagens experimentais e possuem limitações de ordem prática: baixa capacidade de corrente (cerca de 1A), capacitância e resistência dos contatos internos consideráveis, susceptibilidade à captação de ruídos e interferências, dentre outros fatores.

Desta forma, uma vez comprovado o funcionamento de um circuito, o mesmo deverá ser montado em uma placa de circuito impresso, caso deseje utilizá-lo em definitivo.
Para ilustrar melhor o assunto, foram disponibilizadas duas imagens que mostram maneiras possíveis de se ligar em série um Led, um resistor e dois fios condutores.
Uma protoboard possui orifícios dispostos em colunas e linhas. As linhas encontram-se nas extremidades da protoboard e as colunas ao centro.

As colunas são formadas exatamente por cinco furos cada uma. Observando a figura ao lado, verifica-se que uma protoboard possui um grupo de colunas dispostas acima da cavidade central e outro grupo abaixo dessa cavidade. Essa cavidade divide a protoboard em duas partes iguais.
Os traços em verde correspondem às ligações elétricas dos orifícios, evidenciando as colunas de cinco furos e as quatro linhas nas extremidades.

Para conectar dois ou mais componentes, basta inserir o terminal correspondente de cada um nos furos de uma mesma coluna ou linha.

As linhas, geralmente, são utilizadas para a alimentação do circuito, tanto que possuem os símbolos + e -. Todavia, isso constitui apenas uma sugestão e não uma regra.
Eletrônica Didática
Um jeito fácil de aprender Eletrônica