PROTEÇÃO PARA FONTE DE ALIMENTAÇÃO

Um circuito de proteção simples, mas eficiente, para ser acoplado à saída de qualquer fonte de alimentação.

Seu funcionamento baseia-se no princípio de que, quando a corrente exceder o valor nominal, a tensão sobre o resistor ligado à base do transistor sobe e faz com que o mesmo conduza. Ao conduzir, aciona o relé, o qual desliga a saída da fonte e liga um LED indicativo de curto-circuito.

O transistor pode ser qualquer NPN de uso geral (BC 548, BD 135 etc). O relé deve suportar a corrente nominal e sua bobina não pode consumir mais de 100 mA, caso seja utilizado o transistor BC 548.

O cálculo do valor do resistor ligado à base do transistor é muito importante. Para que o transistor conduza, a tensão entre base e emissor deve ser maior que 0,7 V. Assim, sendo, pela lei de Ohm, o valor da resistência será dado pela seguinte fórmula: R = 0,7 / I, onde I é o valor da corrente máxima. A potência de dissipação que o resistor deve suportar será calculada pela fórmula: P = R x I2. Serão utilizados os valores comerciais mais próximos aos encontrados.

Exemplo: supondo uma corrente máxima de 2A.
R = 0,7 / 2 = 0,35 Ω
P = 0,35 x 22 = 1,4 W
Assim sendo, o resistor escolhido deverá ser de 0,33 Ω por 2W.

Recomenda-se testar o circuito para verificar se os valores escolhidos são realmente os mais adequados na prática. Além disso, se o resistor apresentar aquecimento excessivo, deve-se trocá-lo por um de maior capacidade de dissipação.
Eletrônica Didática
Um jeito fácil de aprender Eletrônica