CRISTAL

O dispositivo utilizado em circuitos eletrônicos denominado cristal é formado por quartzo e possui características piezoelétricas.

Um material piezoelétrico gera uma diferença de potencial em suas extremidades ao ser submetido à uma força mecânica e vice-versa.

Os cristais utilizados em eletrônica são empregados em circuitos osciladores, gerando uma frequência bastante precisa, baseada nas características de ressonância do cristal.

Estão presentes em diversos circuitos de rádio-frequência (transmissores, receptores, temporizadores etc.) e clocks de circuitos digitais.

Conforme descrito anteriormente, seu funcionamento baseia-se em suas características piezoelétricas: ao ser aplicada uma tensão em suas extremidades, o cristal se deforma; quando a tensão cessa, o cristal retorna à sua forma natural, gerando uma tensão em suas extremidades. Assim, o cristal comporta-se como um circuito RLC (resistor, indutor e capacitor), porém, com uma frequência de ressonância bem mais estável e precisa.

As imagem abaixo ilustra um cristal em seu invólucro comercial e o símbolo eletrônico do componente:
Eletrônica Didática
Um jeito fácil de aprender Eletrônica